Cinema sem fio: “Jaci – Sete pecados de uma obra amazônica”

jaci-trab-na-viga

Cinema sem fio: “Jaci – Sete pecados de uma obra amazônica”

Na quinta-feira, dia 4 de maio, às 19h30, a 23ª sessão do programa “Cinema sem fio” apresenta o filme Jaci – Sete pecados de uma obra amazônica (2015), de Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros. “Cinema sem fio” funciona como um cineclube, integra as atividades de formação de público da Vila Itororó Canteiro Aberto e tem entrada gratuita.

Jaci Paraná é uma cidade localizada em Rondônia, no meio da floresta amazônica, a 90km de Porto Velho. A então pequena comunidade de pescadores vê sua população quadruplicar com a chegada da hidrelétrica de Jirau, uma gigantesca construção que empregou 25 mil operários, usou R$ 15 bilhões e consumiu mais de dois milhões de metros cúbicos de concreto para barrar o imponente rio Madeira.

O documentário, produzido pela Repórter Brasil, conta o processo de licenciamento e construção da usina e como a obra mudou a vida de milhares de pessoas. É em Jaci que os trabalhadores encontram o alívio das tensões da obra e para onde milhares de pessoas foram atraídas na esperança de conseguir um emprego ou prestar serviços. Entre elas, centenas de prostitutas, que também migraram de outras cidades e estados.

O longa-metragem toca em temas bastante atuais como a ausência de controle sobre empreiteiras que executam obras públicas bilionárias, a crise de representação sindical, a precarização do trabalho decorrente da terceirização e a transformação da Amazônia por megaobras de infraestrutura.

 

Assista ao trailer do filme: 

Jaci – Sete pecados de uma obra amazônica
Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros / 2015 / 102 min
quinta-feira, 4 de maio, às 19h30

Endereço
Rua Pedroso, 238 – Bela Vista
Próximo ao metrô São Joaquim

Compartilhe:Share on FacebookGoogle+Tweet about this on Twittershare on TumblrEmail to someonePin on Pinterest
Tags: