Escaneamento Laser 3D

Escaneamento Laser 3D

Metodologias de levantamento arquitetônico: do levantamento direto ao escaneamento laser 3D

Em outubro de 2015 a equipe de arquitetura do Canteiro Aberto promoveu, em parceria com os grupos de pesquisa GCOR-Arquitetura e DIAPReM, um seminário para divulgar e discutir os trabalhos em andamento sobre o patrimônio arquitetônico da Vila Itororó, através dos três principais métodos de levantamento arquitetônico – levantamento direto, levantamento instrumentalizado por Fotogrametria e levantamento indireto, por escaneamento laser 3D.

O evento tinha três objetivos:
1) Mostrar publicamente o trabalho de documentação dos edifícios da Vila, e suas particularidades;
2) Promover um debate sobre os principais métodos de levantamento arquitetônico, dos mais tradicionais aos mais tecnológicos, divulgando-os e discutindo sua aplicabilidade conforme as diferentes necessidades de cada tipo de edifício;
3) Discutir abordagens de documentação, diagnóstico e intervenção no Palacete, edifício de maior complexidade estrutural.

O evento contou com uma conferência de abertura e dois dias de atividades dedicadas a um teste-piloto de escaneamento laser 3D do Palacete, executado pelo DIAPReM, onde o público participante pôde conhecer melhor as metodologias de trabalho.

Hoje, o escaneamento promovido serve como referência para a catalogação de uma série de elementos artísticos que compõem o Palacete, bem como o diagnóstico de uma série de problemas de conservação e estabilidade do edifício, sendo complementado pelo levantamento direto completo, realizado pela Equipe de Arquitetura do projeto cultural.

Sobre o GCOR ARQUITETURA (UNICAMP)
Na ocasião representado por Regina de Andrade Tirello e Pedro Murilo Gonçalves Freitas.
O Grupo de Conservação e Restauro de Arquitetura e Sítios Históricos, criado e certificado pelo CNPq em 2006, é um grupo de investigação sobre temáticas patrimoniais que, como tal, objetiva estimular, possibilitar e difundir pesquisas acadêmicas e aplicadas no campo da conservação e restauro da arquitetura. Em suas linhas de pesquisa, explora aspectos da preservação arquitetônica que permitam contribuir para a ampliação dos conhecimentos sobre a tecnologia da arquitetura histórica brasileira com vistas à impostação de metodologias projetuais, critérios e sistemas operativos adequados.

Sobre o DIAPReM (Università degli Studi di Ferrara)
Na ocasião representado por Marcello Balzani, Luca Rossato e Daniele Sasso.
O DIAPReM – Development of Integrated Automatic Procedures for Restoration of Monuments (Dipartimento di Architettura) é um centro de pesquisa fundado em 1997, na Università degli Studi di Ferrara – Itália, que atua nos setores de conservação e restauração de sítios arqueológicos e de bens arquitetônicos.
Desenvolve metodologias operativas a partir do uso de modelos digitais geométricos tridimensionais, representações virtuais de complexos conjuntos arquitetônicos de caráter monumental, com suportes para analise interdisciplinar em amplo espectro.
Com projetos de pesquisa realizados na Itália e em outros países, tem desenvolvido estratégias de conservação preventiva com a utilização de métodos e tecnologias inovadoras de controle e monitoramento nos exames e estudos dos bens, no campo da recuperação urbana e ambiental.

Compartilhe:Share on FacebookGoogle+Tweet about this on Twittershare on TumblrEmail to someonePin on Pinterest