Festa junina 2016

Dia 25 de junho, sábado, das 17h às 22h

A festa junina da Vila Itororó chegou – com entrada e barracas gratuitas. Tragam um prato de salgado ou de doce para a mesa comunitária. Conheçam a programação completa.

BANDEIRINHAS ✤ QUENTÃO ✤ BOLO DE CHOCOLATE COM PAÇOCA ✤ MILHO ✤ PIPOCA ✤ MÚSICA ✤ BRINCADEIRA LIVRE ✤ PESCARIA ✤ BOCA DO PALHAÇO ✤ CORREIO ELEGANTE ✤ QUADRILHA ✤ BINGO ✤ MESA COMUNITÁRIA (TRAGA UM PRATO DE DOCE OU DE SALGADO) ✤ ENTRADA GRATUITA E BARRACAS GRATUITAS

Esta festa junina é resultado da organização coletiva de um grupo formado por vizinhos do canteiro de obras de restauro da Vila Itororó entre os quais ex-moradores da Vila, moradores do entorno, artistas e/ou frequentadores do centro cultural temporário. Por muitos anos aconteceram festas juninas no pátio da Vila Itororó. Organizadas pelos então moradores e abertas a todos que desejassem participar, as festas juninas ganharam um sentido específico durante o movimento de organização e resistência das famílias, apontando para o fato de que moradia e cultura podem conviver no mesmo espaço.

17h Primeira sessão pública do vídeo Vila Itororó Canteiro Aberto
A Vila Itororó é uma mistura de utopia e fracasso, de sonho e frustração, de construções e destruições. Ela é chave para entender melhor o passado de São Paulo mas também para pensar criativamente as transformações urbanas em curso. Este filme média-metragem é uma primeira tentativa de contar um pouco da história deste conjunto arquitetônico, das tensões sociais que o acompanham, e do atual debate público que acontece no canteiro de obras em torno do processo de restauração. No fim do mês, o vídeo estará disponível no site da Vila Itororó Canteiro Aberto:/
Com realização do Instituto Pedra, direção do Estúdio ZUT e patrocínio do CAU/SP.

18h Quadrilha de perna de pau
Quadrilha de pernaltas do grupo da oficina de circo do canteiro

18h30 Grupo de estudos do acordeon
Todas as sextas-feiras um grupo de sanfoneiros se reúne no canteiro aberto para estudar junto, como parte da programação de usos espontâneos do espaço. Na festa junina alguns integrantes do grupo irão tocar “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga, coletivamente.

19h-20h Rodrigo Caçapa bota o som
O compositor, arranjador, produtor musical e violeiro Rodrigo Caçapa será o DJ em dois momentos da nossa festa junina, colocando todo mundo para dançar um forró pé-de-serra de Pernambuco! O repertório será formado por músicas das décadas de 60 e 70 (Ary Lobo, Jacinto Silva, Geraldo Correia e João do Pife, entre outros) e também mais recentes (como Mestre Ambrósio e Edmilson do Pífano).

19h30 Quadrilha

20h-21h Trio de forró de rabeca
Murilo Silva na rabeca, acompanhado de Rodrigo Caçapa na zabumba e Jesum Biasin no triângulo/mineiro. O som será um passeio pela música tradicional de rabeca de Pernambuco. Forró, baião, xote, samba… à moda dos antigos bailes do nordeste.

21h-22h Rodrigo Caçapa bota o som

21h Bingo
O bingo terá dois momentos: primeiro, produtos orgânicos de assentamentos da reforma agrária, doados pelo Armazém do Campo “Produtos da Terra” (vinho, arroz, feijão, café, geléia, suco de maracujá, palmito, molho de tomate e doce de pêssego), para quem acertar linhas horizontais ou verticais. O armazém irá abrir sua loja física em São Paulo no final de julho, reunindo a produção de agricultores assentados, pequenos agricultores e alimentos orgânicos. Num segundo momento do bingo, os prêmios serão cinco cestas básicas, para quem completar a cartela cheia primeiro!